www.archive-org-2013.com » ORG » O » OBSERVAPORT

Choose link from "Titles, links and description words view":

Or switch to "Titles and links view".

    Archived pages: 744 . Archive date: 2013-02.

  • Title: OPSS
    Descriptive info: .. Skip to Main Content Area.. Quem somos.. Enciclopédia.. Relatórios.. Visitas guiadas.. Videos.. Links.. Contacto.. Cidadão.. Acesso e utilização dos cuidados de saúde.. Cidadania e saúde.. Equidade.. Informação e conhecimento.. Percepções dos portugueses sobre o sistema de saúde.. Promoção da saúde.. Salutogénese e o cidadão.. Saúde dos portugueses.. Saúde e trabalho.. Saúde mental.. Valores, escolhas e decisões informadas.. Governação.. Agenda política e reformas na saúde em Portugal.. Estratégias de saúde.. Medicamentos e tecnologias da saúde.. Políticas para os recursos humanos e para as profissões.. Processos de governação - governança.. Promoção e protecção da saúde.. Sistema mediador: contratualização, qualidade, informação.. Sistema prestador.. Sistema regulador.. Mediação.. Contratualização.. Formação.. Qualidade e Segurança do doente.. Subsistemas de Saúde.. Prestação.. Centros tecnológicos de diagnóstico e terapêutica.. Cuidados continuados integrados.. Cuidados de saúde hospitalares.. Cuidados de saúde primários.. Gestão de problemas de saúde.. Gestão integrada da doença.. Governação e Gestão clínica.. Medicamentos.. Profissões.. Tecnologias.. Sistema.. Actores.. Bases de dados.. Contexto.. Desempenho.. Evolução do sistema.. Investigação e evidência.. Laboratório de técnicas.. Observatórios.. Outros países.. Tracers.. Início.. Carta aberta aos dirigentes políticos e às autoridades de saúde da Europa.. Notícia | Quinta, 17 de Janeiro de 2013 - 16:46.. Open letter to European political leaders and health authorities.. Adicionar novo comentário.. 501 visitas.. 1 anexo.. Apresentação de posição comum de profissionais de saúde da Grécia, Irlanda, Portugal e Espanha sobre a Crise Financeira e a Saúde.. Notícia | Segunda, 14 de Janeiro de 2013 - 18:05.. 15 Janeiro 2013 | 13 H | Ordem dos Médicos, Lisboa.. Profissionais de saúde de Portugal, Espanha, Grécia e Irlanda juntam-se num movimento internacional inédito para apresentar uma posição comum sobre a Crise Financeira e a Saúde.. Motivado pela grande preocupação com o potencial impacto das medidas de austeridade económica na Saúde dos países intervencionados, em Portugal este posicionamento vai ser apresentado numa sessão na Ordem dos Médicos, dia 15 de Janeiro, pelas 13 horas.. Ler mais.. 237 visitas.. Carta aberta ao Senhor Ministro da Saúde, Dr.. Paulo Macedo.. Notícia | Segunda, 18 de Junho de 2012 - 14:03.. Senhor Ministro da Saúde,.. Dr.. Paulo Macedo,.. Endereço-lhe esta carta aberta na sequência do seu último comunicado e do discurso lido, em seu nome, na sessão de apresentação do Relatório de Primavera 2012, do Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS), na passada quinta-feira, num dos  ...   e a Saúde - da Resposta a Necessidades à Gestão de Expectativas, incluíndo o papel dos media.. 16 Mar 2011.. Célia Gonçalves.. Os mais procurados.. Hoje:.. Portugal - caracterização geral.. Evolução do sistema de saúde.. Desde sempre:.. Relatório Primavera 2011.. Relatório Primavera 2010.. Revista de imprensa.. Governo promove formação em avaliação de impactos na saúde - RCM Pharma.. Lei dos Compromissos e Sustentabilidade de SNS em debate - RCM Pharma.. Efeitos da crise e medidas de austeridade no sector da Saúde - RCM Pharma.. Efeitos da crise e medidas de austeridade no setor da Educação e.. - TSF Online.. EUA registam 1.. 580 suicídios anuais a mais desde que começou a.. - RCM Pharma.. EUA registam mais 1580 suicídios anuais desde que começou a crise - i Informação.. mais.. Iniciar sessão.. Utilizador:.. *.. Senha:.. Criar uma nova conta.. Pedir uma nova senha.. Notícias.. 17 Jan 2013.. Gestão de Informação e Business Intelligence na Saúde.. Esta conferência marca o fim da segunda edição da Pós-Graduação em Gestão de Informação e Business Intelligence na Saúde.. Com este evento.. 14 Jan 2013.. 15 Janeiro 2013 | 13 H | Ordem dos Médicos, LisboaProfissionais de saúde de Portugal, Espanha, Grécia e Irlanda juntam-se num movimento internacional.. 3rd Global Conference - Making Sense Of: Chronicity.. 11 Jan 2013.. Monday 23rd September - Wednesday 25th September 2013 Mansfield College, Oxford, United Kingdom Call for Presentations The apparent increase in.. Sessão pública: A Lei dos Compromissos e a Sustentabilidade do SNS.. 7 Jan 2013.. Data: 14 de Janeiro de 2013Local: Reitoria da Universidade Nova de Lisboa (Auditório A), Campus de Campolide Indicações do estacionamento fora do.. 4º Congresso Internacional dos Hospitais.. 3 Out 2012.. Dando sequência ao que já vem acontecendo desde há cerca de 10 anos, a APDH está a organizar o 4º Congresso Internacional dos Hospitais, este ano.. [+] mais notícias.. Comentários recentes.. Carta Aberta ao MS.. há 20 semanas 1 dia.. funções para os enfermeiros!.. apena uma nota.. O SNS é, desta forma, a.. há 27 semanas 5 dias.. Agradecimento.. há 32 semanas 6 horas.. O Futuro do SNS, O SNS do Futuro.. há 33 semanas 2 dias.. E quanto às altas sociais.. há 34 semanas 6 dias.. Relatório da Primavera 2012.. há 35 semanas 13 horas.. Reforço da saúde mental nos CSP.. há 1 ano 27 semanas..

    Original link path: /
    Open archive

  • Title: Quem somos | OPSS
    Descriptive info: ».. O Observatório Português dos Sistemas de Saúde (OPSS) tem como finalidade proporcionar a todos aqueles, que de maneira ou outra, podem influenciar a saúde em Portugal, uma análise precisa, periódica e independente da evolução do sistema de saúde português e dos factores que a determinam.. O propósito é facilitar a formulação e implementação de políticas de saúde efectivas.. Os seus principais objectivos podem resumir-se da seguinte forma: (a) analisar prospectivamente a evolução do sistema de saúde português; (b) tornar essa analise facilmente acessível a todos os interessados; (c) constituir e melhorar continuamente uma base de conhecimentos sobre a gestão da saúde, de forma a estimular a análise dos sistemas de saúde e a investigação sobre serviços de saúde; (d) reforçar as relações de trabalho com outras instituições e projectos Europeus similares, muito particularmente com o Observatório Europeu de Sistemas de Saúde.. O OPSS não toma posição em relação às agendas políticas da saúde.. Procura antes analisar objectivamente o que tem estado a acontecer no sistema de saúde, desde os processos de governação até às acções dos principais actores da saúde, reunindo a evidência que suporta esses processos, acções e os seus resultados.. O OPSS é constituído por uma rede de investigadores e instituições académicas dedicadas ao estudo dos sistemas de saúde (Figura).. Esta organização em rede permite uma considerável pluralidade de pontos de vista, uma importante complementaridade de competências e uma gestão flexível das capacidades disponíveis.. O OPSS produz anualmente um relatório síntese da evolução do sistema de saúde português (Relatório de Primavera), e elabora e publica trabalhos técnicos relacionados com este tema (Cuidados de Saúde Primários em Portugal, 2002).. Para este efeito procura estabelecer progressivamente um dispositivo observacional adequado e promover regularmente reuniões técnicas para aprofundar os temas seleccionados para análise.. O OPSS, para além de observar o presente e analisar o passado mais ou menos imediato, procura estabelecer cenários sobre o futuro e aprender através de uma comparação contínua entre o "previsto" e o "observado".. Para melhorar a capacidade do OPSS organizar e gerir uma base de conhecimentos adequada aos seus objectivos e  ...   da análise antes de a publicar.. E assim tem acontecido.. Financiamento misto: actualmente o financiamento é feito através das universidades – tempo de docência/investigação.. Ocasionalmente outras contribuições por projectos específicos (POSI, Montepio, Ministério da Saúde).. O princípio do financiamento misto é de não ficar dependente de nenhuma instituição.. Atitude em relação à mudança: procura activamente aspectos positivos da mudança.. Coordenação.. Ana Escoval.. Constantino Sakellarides.. Manuel José Lopes.. Pedro Lopes Ferreira.. Equipa Técnica.. Filipe Rocha.. Fundadores do OPSS.. Cipriano Justo.. Jorge Correia Jesuíno.. Jorge Simões.. Jose Luis Biscaia.. Manuel Schiappa.. Paulo Ferrinho.. Suzete Gonçalves.. Vasco Reis.. Vitor Ramos.. Investigadores e Colaboradores desde 2000.. Adalberto Campos Fernandes.. Alexandra Borges.. Álvaro Carvalho.. Ana Isabel Santos.. Ana Lívio.. Ana Macedo Sardinha.. Ana Patricia Antunes.. Ana Paula Rodrigues.. Ana Rita Pedro.. Andre Biscaia.. Antonio Gomes Branco.. Antonio Jorge Rodrigues Cabral.. Antonio Leuschner.. Aranda da Silva.. Carla Nunes.. Carla Pereira.. Carlos Basto.. Carlos Dias.. Carlos Manuel Canhota.. Carmo Cabedo Sanches.. Catarina Sena.. Celeste Gonçalves.. César Fonseca.. Cláudia Conceição.. Cristina Farinha.. Cristina Fiuza.. Cristina Mesquita.. Diana Martins.. Domingos Neto.. Elaine Pina.. Emília Nunes.. Etelvina Lima.. Eva Falcão.. Fátima Bragança.. Fátima Candoso.. Fernanda Dias.. Fernando Gomes.. Francisco Guerreiro.. Francisco Ramos.. Gonçalo Branco.. Helena Gonçalves.. Hilson Cunha Filho.. Inês Fronteira.. Inês Teixeira.. Isabel Aires.. Isabel Avillez.. Isabel Craveiro.. Isabel Loureiro.. Jaime Correia de Sousa.. Joana Alves.. Joana Sousa Ribeiro.. João Breda.. João Figueira.. João Pereira.. Joaquim Judas.. Jorge Cabral.. Jorge Mourão.. José Ferro.. José Rafael Nascimento.. José Sampaio Faria.. José Vinhas.. Laura Silveira.. Luís Pisco.. Luís Saboga Nunes.. Madalena Teles de Araújo.. Manuela Coelho.. Manuela Mota Pinto.. Margarida Bugalho.. Margarida Eiras.. Margarida França.. Margarida Ornelas.. Margarida Santos.. Margarita Alfaya.. Maria Cruz.. Maria de Fátima Rato.. Maria João Gaspar.. Maria Jose Ribas.. Marta Cerqueira.. Marta Costa.. Marta Lopes Martins.. Mauro Serapioni.. Nelson Guerra.. Óscar Domingos Lourenço.. Osvaldo Santos.. Patrícia Barbosa.. Paula Page.. Paulo Boto.. Paulo Espiga.. Paulo Freitas.. Paulo Moreira.. Paulo Sousa.. Paulo Vitorino.. Pedro Beja Afonso.. Pedro Sá Moreira.. Ricardo Santos.. Rogério Carvalho.. Rosa Gallego.. Rute Reis.. Rute Ribeiro.. Suzete Cardoso.. Tânia Matos.. Teresa Maia.. Vanessa Nicolau Albano.. Vanessa Rodrigues.. Vera Romão.. Vitor Raposo.. 9223 visitas..

    Original link path: /quem-somos
    Open archive

  • Title: Enciclopédia | OPSS
    Descriptive info: a.. | b |.. c.. d.. e.. f.. g.. h.. i.. | j |.. k.. l.. m.. n.. o.. p.. | q |.. r.. s.. t.. | u | v | w | x | y | z.. Clique numa das letras acima para consultar a página com os termos que começam com essa letra.. acessibilidade.. pesquisar por este termo.. A.. é uma medida de proporção da população que utiliza os serviços de saúde apropriados.. A acessibilidade pode ser influenciada por diferentes tipos de factores: financeiros (insuficientes.. recursos.. financeiros), geográficos (ex.. : distância que têm de percorrer para terem acesso a cuidados), organizacionais (má distribuição e/ou falta de profissionais de saúde), sociológicos (discriminação, barreiras linguísticas, etc.. ) e também culturais (ex.. : "pode uma mulher usar os serviços de saúde materno sendo os profissionais de saúde do sexo masculino?", "irá um recém imigrante utilizar os serviços de saúde se todos os profissionais de saúde forem de etnia diferente?", "será que culturas que considerem a maternidade como algo muito simples e natural irão utilizar os serviços de saúde materna?").. [Adaptado de: Observatório Europeu dos Sistemas de Saúde (.. www.. observatory.. dk.. )].. Sinónimos.. : accessibility.. acesso aos cuidados de saúde.. Possibilidade que os indivíduos têm de obter cuidados de saúde apropriados às suas necessidades (temporais, geográficas e financeiras), de modo a alcançarem.. ganhos em saúde.. [Adaptado de: OMS (.. http://whqlibdoc.. who.. int/wkc/2004/WHO_WKC_Tech.. Ser.. _04.. 2.. pdf.. ) e Justo (JUSTO, Cipriano –.. Acesso aos cuidados de saúde.. Porque esperamos?.. 1ª ed.. Lisboa: Campo da Comunicação.. Colecção Saúde, 2004.. )].. : access to health care.. administração.. Estes termos são usados frequentemente de forma equivalente e a opção por uma ou outra denominação prende-se com diferentes escolas e tradições de pensamento, não sendo consensual.. Genericamente, significa "realizar objectivos através de pessoas".. Compreende os conceitos de ".. planeamento.. ", "organização", "realização", e "controlo" e inclui actividades como identificação de objectivos, prioridades e sua realização, monitorização e.. avaliação.. O primeiro termo será aqui mais aplicado ao conjunto do.. sistema de saúde.. e o segundo mais às organizações e.. de saúde.. Mais frequentemente, neste portal, encontrará "administração da saúde" entendida como definição de objectivos, escolha de processos para os alcançar e realização dos mesmos com as pessoas, como influência através de pessoas (planeamento, organização, direcção e controlo de todos os esforços para atingir os objectivos).. gestão.. das organizações de saúde será mais frequentemente encontrada com o significado de concretizar, numa organização, os objectivos e valores estabelecidos para o sistema de saúde onde se integra.. Compreende todas as acções necessárias para concretizar, numa organização, as.. metas.. de saúde nacionais e regionais estabelecidas assim como as necessidades individuais de saúde.. : gestão.. Apreciação sistemática da relevância, adequação,.. eficiência.. ,.. efectividade.. , e impacto de uma acção.. (The Observatory's Health Systems Glossary.. ).. cidadão.. Membro de uma comunidade política que tem, por isso, direitos e deveres (Giddens A.. Sociologia.. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000).. conhecimento.. a.. informação.. torna-se.. quando é contextualizada, relevante, autentica, relacionáveis com a experiência.. consulta.. Dialogo entre políticos e outras pessoas ou grupos que permite troca de.. e de reacções.. (Ritsatakis A, Barnes R.. Exploring health policy development in Europe.. WHO, 2000).. crenças do senso comum.. Crenças acerca do mundo social ou natural muito difundidas entre os membros leigos (não-especialistas) da sociedade.. (Giddens A.. dados.. observações não organizadas, números, palavras, sons, imagens.. desenvolvimento profissional contínuo.. O.. envolve aprendizagem profissional e crescimento pessoal.. Envolve tópicos menos habitualmente envolvidos na.. Educação médica contínua.. , como por exemplo, bioética,.. , competências em comunicação.. processo.. pode envolver outros profissionais, para lá do médico, como por exemplo, a equipa de trabalho.. O ambiente de formação pode variar podendo ser o próprio local de trabalho.. (Adaptado de BMJ 2003; 327: 33-35.. ).. : continuing professional development.. determinante de saúde.. Conjunto de factores pessoais, sociais, económicos, e ambientais que determinam o estado de saúde dos indivíduos e populações.. Os factores que influenciam a saúde são múltiplos e interactivos.. promoção da saúde.. está fundamentalmente preocupada com a acção necessária para a abordagem dos factores modificáveis – não somente os que estão relacionados com os comportamentos do indivíduos, como os estilos de vida e os comportamentos face à saúde, mas também factores como o rendimento, educação, emprego, e condições de trabalho, acesso a cuidados de saúde e a ambiente adequados.. (WHO.. Health promotion glossary.. Geneva: WHO, 1998).. educação médica contínua.. Refere-se, geralmente, à educação médica após licenciatura e certificação, realizada através da frequência de congressos, cursos ou outras sessões de ensino.. É a fase mais longa e mais complexa da formação médica.. Muitos dos sistemas de acreditação existentes (por exemplo nos Estados Unidos e Grã-bretanha) valorizam a frequência deste tipo de actividades de ensino.. (Adaptado de BMJ 2003; 327: 33-35).. Resultados ou conseqüências de determinado procedimento ou.. tecnologia.. médica quando aplicados na prática.. de um programa de saúde distingue-se da sua.. eficácia.. pelo facto de fazer referência a situações reais, enquanto o segundo termo se aplica apenas aos resultados obtidos em condições ideais.. (Pereira,J.. Economia da saúde: glossário de termos e conceitos.. APES: Lisboa, 4ª edição, 2004).. Resultados ou consequências de um tratamento, medicamento,.. ou programa de saúde desde um ponto de vista estritamente técnico ou numa situação de utilização ideal (por exemplo, quando todos os indivíduos aderem à terapêutica).. A relação entre os.. utilizados e os resultados obtidos em determinada actividade.. A produção eficiente é aquela que maximiza os resultados obtidos com um dado nível de recursos ou minimiza os recursos necessários para obter determinado resultado.. eficiência na afectação.. Afectação de.. adequada, no sentido de não ser possível qualquer reafectação que melhore a situação de um individuo (em termos de utilidade) sem, ao mesmo tempo, piorar a de outro.. pressupõe a existência de.. eficiência técnica.. Também designada por.. de Pareto.. Combinação de.. que atinge um resultado desejado ao mais baixo custo.. Também por vezes designada por.. operacional ou eficiência de custos.. empoderamento.. Processo.. através do qual as pessoas ou as comunidades adquirem maior controlo sobre as decisões e acções que afectam a sua saúde.. WHO.. Geneve: WHO, 1998.. : empowerment.. empresarialização.. O Decreto-Lei nº41/2002, 7 de Março, cria a possibilidade dos hospitais passarem de “institutos públicos sob a espécie de estabelecimentos de carácter social, integrados no sector público administrativo” para “entidades típicas do sector empresarial do Estado”.. equidade.. Distribuição justa de determinado atributo populacional.. O conceito de.. não é necessariamente equivalente a igualdade, embora os dois termos sejam por vezes usados como sinônimos.. Quando se define equidade na prestação de saúde em termos de igualdade, o conceito envolve duas dimensões importantes: a equidade horizontal - tratamento igual de indivíduos que se encontram numa situação de saúde igual; e equidade vertical - tratamento apropriadamente desigual de indivíduos em situações de saúde distintas.. A equidade tem a ver com justiça, tem uma dimensão ética relacionada com a redistribuição de algo de acordo com as necessidades referentes a esse algo, é um conceito relativo.. A igualdade é um conceito mais absoluto, não tem necessariamente uma conotação ética.. A igualdade, compara níveis de saúde, de.. , de acesso, etc.. , entre indivíduos e comunidades, independentemente de critérios associados às necessidades desses indivíduos ou comunidades.. Algumas desigualdades são esperadas e fáceis de prever, sem necessariamente reflectirem iniquidade.. (Adaptado de Pereira,J.. APES: Lisboa, 1992 e OPSS, Relatório da Primavera).. esfera pública.. Termo associado ao sociologo alemão Jurgen Habermas.. é um espaço de debate público e de discussão nas sociedades modernas.. estratégia.. Acção desencadeada por uma organização para atingir um ou mais objectivos, normalmente, melhorar o seu desempenho.. (Hill C, Jones G.. Strategic management theory: an integrated approach.. Boston, New York: Houghton Mifflin Company, 2001).. estrategia de saúde.. Linhas gerais de actuação selectiva para alcançar, atingir as.. e os objectivos.. Deve ter subjacente modos de intervenção; formas de intersecção com outros sectores; a conjuntura política, social e económica, bem como os factores técnicos e de.. que a podem afectar, definição de possíveis obstáculos e possíveis soluções.. (Ministério da Saúde.. Saúde um compromisso: A.. para o virar do século (1998-2002).. Lisboa: Ministério da saúde, 1999).. estruturalismo.. Os interesses estruturais são os que ganham ou perdem pela forma como se organizam os sistemas de saúde.. Há três tipos de interesses estruturais: dominantes, desafiadores e reprimidos.. Os interesses dominantes são os monopólios profissionais, os interesses desafiadores são os dos administradores ou gestores da saúde e os interesses reprimidos são os da comunidade.. (Adaptado de Ham C.. Health policy in Britain.. London: Macmillan press ltd, 4ª edição, 1999) Abordagem teórica, originalmente derivada do estudo da linguagem, que se preocupa com a identificação de estruturas nos sistemas sociais ou culturais.. evidência.. Qualidade daquilo que é incontestável, que todos vêm ou podem ver e verificar.. Designa-se por ".. Medicina Baseada na Evidência.. " o esforço para tomar decisões sobre a prática clínica e sobre as políticas de saúde baseadas no melhor.. disponível no momento sobre as práticas que permitem ter resultados relevantes.. falhas de Estado.. são aquelas que levam a que o Estado não consiga distribuir.. de forma a garantir bens essenciais como a segurança a educação e os cuidados de saúde.. Também são.. a incapacidade de controlar o seu próprio território, a queda precipitada do Produto Interno Bruto e do Índice de Desenvolvimento Humano da Nações Unidas, o aumento descontrolado da corrupção, e o descrédito dos lideres.. farmacogenética.. (termo introduzido em 1959) é o estudo do papel da hereditariedade (isto é, da constituição genética dos individuos) na variação interindividual da resposta aos fármacos.. In: João Lavinha.. Integração da farmacogenética e da farmacogenomica na personalização da terapêutica medicamentosa.. Revista de Saúde Amato Lusitano 2005, IX (21): 7-11.. farmacogenómica.. A convergência do avanço da farmocogenética com o da caracterização do genoma humano, já no inicio da presente decada, resultou na transição da.. para a.. (termo introduzido em 1997).. Embora farmacogenética e farmacogenómica sejam termos sinónimos para todos os efeitos práticos, esta transição implicou o estudo do conjunto de genes cujos produtos estão envolvidos na resposta a fármacos (enzimas metabolizantes, transportadores, receptores, anticorpos contra antigénios especificos de farmacos, cinases, enzimas reparadoras de danos no DNA, genes de susceptibilidade a doenças,.. ).. Trata-se de uma abordagem "pan-genomica" de elucidação da hereditariedade das diferenças entre os individuos no que respeita a fármacos.. melhoras mensuráveis do estado de saúde de um indivíduo ou de uma população, a partir de uma situação de base, e que pode abranger desde  ...   monopólio, a ignorância do consumidor, etc.. Nestes casos é improvável que o preço 'clarifique' as escolhas de consumidores e fornecedores.. APES: Lisboa, 1992).. medicina baseada na evidência.. A “medicina baseada na evidência” é a procura de integração explícita da prática clínica com a melhor evidência disponível de que as intervenções escolhidas melhoram de forma significativa a saúde.. A “medicina baseada na evidência” diminui a ênfase, na decisão clínica, da intuição, da experiência clínica não sistematizada, e do raciocínio patofisiologico, como bases suficientes para a decisão, sublinhando a evidência que provem da investigação clínica.. A expressão surge nos anos 80, no Canada, num contexto de expansão e disponibilização do.. , de melhoria de níveis de educação e.. do público em geral, de declínio da deferência para com a autoridade, de aumento da exigência de responsabilização das entidades públicas.. (JAMA 1992, 268(17):2420-2425; BMJ 1996, 312:71-72; Hematology/Oncology Clinics of North America 2000, 14 (4): 761-784).. Objectivo definido em termos específicos, geralmente quantificados, a alcançar num período de tempo, claramente definido.. Aplica- se tanto a resultados como a processos.. Utiliza-se para aspectos prioritários no sentido de estimular a sua realização.. Requer monitorização e.. e obriga frequentemente a desenvolver sistemas de.. para o efeito.. negociação.. Meio para encontrar uma solução para um conflito, presente ou potencial, em que cada uma das partes declara os seus interesses e procura obte-los, o máximo que conseguir, pela troca de concessões.. (Adaptado de Ritsatakis A, Barnes R.. organização de saúde.. Organização de saúde.. é um estabelecimento ou serviço que contribui para a prevenção, o diagnóstico, tratamento e reabilitação de situações de doença.. (Adaptado de WHO, 1996).. pandemia.. O significado etimológico da palavra aproxima-se de "que afecta toda a gente", do grego "pandemos", isto é, pan (toda) + demos (população).. Conceptualmente, exprime a extensão de uma epidemia à escala global, atingindo um grande número de pessoas e não respeitando as fronteiras internacionais.. Costuma referir-se a uma doença transmissível, mas parece-nos aceitável que se refira a qualquer outro tipo de doença que se comporte, na população, como uma epidemia que exceda largamente a sua escala espacio-temporal previsível.. São importantes exemplos as pandemias de gripe, ou influenza, de 1918 e de 1957, assim como a actual pandemia de SIDA.. (Teodoro Briz, adaptado de Friis R & Sellers T, 2004; Last J, 1988.. Pode encontrar-se uma figura ilustrativa e a base de.. num artigo localizado em "Investigação e evidência", neste portal).. pirâmide.. Uma estrutura em.. corresponde ao que seu próprio nome indica: as pessoas ou entidades organizam-se em níveis hierárquicos, que se sobrepõem, cada nível compreendendo menos integrantes do que o nível que lhe é inferior.. O conjunto afunila-se a partir de uma base que pode ser mais ou menos ampla, para chegar a um topo no qual se pode encontrar um único integrante – o "chefe".. A comunicação entre integrantes de diferentes níveis faz-se de cima para baixo ou de baixo para cima, através dos níveis intermediários àqueles que se comunicam.. (Adaptado de Whitaker F.. Rede.. : uma estrutura alternativa de organização.. rits.. org.. br.. pelo qual se pretende influenciar o futuro empreendendo mudanças na organização e no seu ambiente, estabelecendo objectivos e estratégias para os alcançar.. planeamento estratégico.. pelo qual uma organização escolhe as acções a desencadear de forma a atingir objectivos estabelecidos (Hill C, Jones G.. a tomada da decisão é feita com base em factos,.. e razão (em oposição à tomada de decisão com base na intuição).. Deve ser explicito, rigoroso e sistemático, baseado em tecnicas e processos lógicos.. pluralismo.. O essencial da teoria pluralista é que os.. que contribuem para o poder estão distribuídos entre diferentes grupos.. O poder é, de facto, partilhado entre grupos governamentais e interesses externos que exercem pressão sobre eles.. É pois uma abordagem que fornece uma descrição detalhada dos processos de decisão e de análise das influencias individuais, de grupo e de organizações sobre os processos políticos.. London: Macmillan press ltd, 4ª edição, 1999).. pluralismo cultural.. Coexistência igualitária de várias subculturas no âmbito de determinada sociedade.. política de saúde.. Declaração formal ou procedimentos dentro de instituições (nomeadamente governo) que definem ou revelam as prioridades e as linhas de acção, assim como os processos para as definir, para responder a necessidades em saúde,.. disponíveis e outras pressões políticas.. (Adaptado de The Observatory's Health Systems Glossary.. políticas públicas baseadas na evidência.. Este conceito designa a preocupação em melhorar a utilização da.. e da investigação nas políticas públicas.. A expressão surge ao longo dos anos 90, no Reino Unido, num contexto semelhante ao que influencia o aparecimento da “medicina baseada na evidência” e de aumento de organizações que procuram influenciar os governos, nomeadamente, através da preparação e apresentação de “evidência” de vária ordem.. Uma expressão muito associada a este conceito, “what matters is what works”, foi utilizada pelo governo trabalhista eleito em 1997 no Reino Unido (Adaptado de Davies H, Nutley S, Smith P.. What works? Evidence-based policy and practice in public services.. The policy press: Bristol, 2000 e Solesbury, W.. Evidence based policy: whence it came and where it's going.. ESRC UK Centre for Evidence Based Policy and Practice, (.. http://evidencenetwork.. org/cgi-win/enet.. exe/biblioview?404.. priorização.. Os termos.. (priority setting), racionar (rationing) e distribuição de.. (resource allocation) são muitas vezes usados de forma equivalente.. A questão fundamental é saber que serviços comprovadamente benéficos devem ser oferecidos pelo Serviço Nacional de Saúde e quais não devem ser e que processos se utilizam para fazer as escolhas.. (Adaptado de BMJ 1996; 312:1593-1601).. Pode ser descrito como sendo um conjunto de actividades interrelacionadas e interactivas que, desencadeadas em condições controladas, transformam entradas em saídas no sentido de proporcionar valor acrescentado e satisfação ao cliente e a todas as partes interessadas.. Os processos podem ser afectados por um ou mais dos seguintes factores, também conhecidos pelos 6M's: mão-de-obra operacional (Manpower), materiais utilizados como "entradas" (Materials), máquinas ou equipamento utilizados na execução/monitorização (Machines), métodos incluindo a documentação do sistema (Methods), meio de trabalho (Mother Nature - Environment) e medição/monitorização (Measurements).. (Alexandre Sousa e Pilar Baylina, adaptado de ISO/TC 176/SC 2/N 544R2(r) - ISO 9000 Introduction and Support Package: Guidance on the Concept and Use of the Process Approach for management systems, 2004").. É o.. que visa criar condições para que as pessoas aumentem a sua capacidade de controlar os factores determinantes da saúde, no sentido de a melhorar.. Os principais factores que determinam a saúde – genéticos, biológicos, comportamentais, ambientais e serviços de saúde – fundamentam uma acção em.. implicando o desenvolvimento de actividades diversificadas, que podem ser sistematizadas em três vertentes de intervenção que se relacionam e complementam: Educação para a saúde – processo que utiliza a comunicação pedagógica no sentido de facilitar a aprendizagem da saúde; Prevenção da doença – conjunto de medidas que visam evitar, detectar e tratar precocemente doenças específicas e eventuais sequelas; Protecção da saúde – conjunto de medidas destinadas ao controlo de factores de risco de natureza ambiental e à preservação dos.. naturais.. (Adaptado de Carta de Otawa, OMS, 1986).. racionalização.. Um conceito utilizado por Weber para se referir ao.. através do qual modos de cálculo e organização precisos, que envolvem regras abstractas e procedimentos, dominam cada vez mais o mundo social.. Elementos básicos para a produção – tempo e capacidades dos indivíduos (.. humanos), recursos naturais (ar, água, terra, minerais), a transformação e acumulação destes em capital (instalações, equipamentos) e.. em processos de produção (tecnologias).. (Adaptado de Banco Mundial, 2000, citado em The Observatory’s Health Systems Glossary.. rede.. – que é uma alternativa à estrutura piramidal – corresponde também ao que seu próprio nome indica: os seus participantes ligam-se horizontalmente uns aos outros, directamente ou através dos que os cercam.. O conjunto resultante é como uma malha de múltiplos fios, que pode espalhar-se indefinidamente para todos os lados, sem que nenhum dos seus nós possa ser considerado principal ou central, nem representante dos demais.. Não há um "chefe", o que há é uma vontade colectiva de realizar determinado objectivo.. Rede: uma estrutura alternativa de organização.. Controlo sustentado, exercido por uma entidade pública sobre actividades que são valorizadas pela comunidade.. Envolve um terceiro – o regulador – nas transacções do mercado da saúde ou no.. e nas relações interinstitucionais e responsabiliza pela garantia de desempenho adequado uma entidade – o regulado.. é frequentemente olhada como meio para alcançar objectivos sociais como a.. , diversidade, ou solidariedade social e de conter interesses corporativos, profissionais ou outros.. (Adaptado de Walshe K.. The rise of regulation in the NHS.. BMJ 2002;324:967-970).. símbolo.. Um item utilizado para substituir ou representar outro – como no caso de uma bandeira que representa uma nação.. Os sistemas de saúde são constituidos pelo conjunto de.. , actores e instituições relacionadas com a.. , financiamento e realização de acções de saúde.. Estas definem-se como sendo aquelas actividades cujo objectivo primário é promover ou proteger a saúde.. (Murray e Frenk, A WHO framework for health systems performance assessment,.. : health system.. sistemas de alta autonomia.. Organizações ou contextos laborais em que se permite aos indivíduos grandes níveis de autonomia na.. das suas tarefas laborais.. sistemas de pequena responsabilidade.. Uma estrutura organizacional ou laboral na qual os indivíduos têm pouca responsabilidade pela tarefa que desenvolvem ou escasso controlo sobre a mesma.. sociedade de risco.. Uma noção associada ao sociólogo alemão Ulrich Beck.. Beck argumenta que a sociedade industrial criou muitos novos perigos de risco desconhecidos em épocas anteriores.. Os riscos associados ao aquecimento global são um exemplo.. stakeholder analysis.. A ".. " é uma técnica que permite melhorar a selecção,.. de uma política ou projecto pela identificação das organizações ou indivíduos que serão afectados, positiva ou negativamente, e ainda os que terão interesses nessas mesmas politicas e projectos.. Implica a identificação da mudança prevista (o quê?) quem vai conduzir a mudança (quem?) quem serão os vencedores e os perdedores da mudança, que conflitos serão previsíveis, que interesses porão em causa a sua viabilidade.. SWOT.. A análise.. – análise das forças (strengths) e fraquezas (weaknesses) da organização, e das oportunidades (opportunities) e ameaças (threats) do meio externo – é um instrumento utilizado no.. O seu objectivo é gerar alternativas que permitam à organização utilizar as suas forças para explorar oportunidades, enfrentar ameaças e corrigir fraquezas.. (Adaptado de Hill C, Jones G.. A aplicação do.. à produção do mundo material.. envolve a criação de instrumentos materiais (tais como máquinas) utilizados na interacção humana com a natureza..

    Original link path: /glossary
    Open archive
  •  

  • Title: OPSS
    Descriptive info: Da depressão da crise, para a governação prospectiva da saúde.. 8443 visitas.. 2 anexos.. Desafios em tempos de crise.. 8332 visitas.. Relatório Primavera 2009.. 10|30 Anos - OPSS|SNS :: Razões para continuar.. 2916 visitas.. Relatório Primavera 2008.. Sistema de Saúde.. Português: Riscos e Incertezas.. 2452 visitas.. Relatório Primavera 2007.. Luzes e Sombras: A Governação da Saúde.. 1372 visitas..

    Original link path: /reports
    Open archive

  • Title: OPSS
    Descriptive info: Listas/tempos de espera cirúrgicos - o que são?.. Visita guiada | Segunda, 10 de Maio de 2010 - 13:52.. Autor:.. Uma fila de doentes de quem se crê necessitar de prestação de cuidados de saúde num prazo mais curto do que a resposta esperada.. Estar numa lista de espera seria como residir numa sala de espera imaginária, com doentes a serem chamados mais cedo do que outros para serem tratados.. 696 visitas..

    Original link path: /visitas
    Open archive

  • Title: Videos | OPSS
    Descriptive info: Filme de introdução do Relatório de Primavera 2012.. Filme de apresentação do Relatório de Primavera 2011.. Filme de apresentação do Relatório de Primavera 2010.. Filme de Apresentação do Relatório de Primavera 2009..

    Original link path: /videos
    Open archive

  • Title: Links | OPSS
    Descriptive info: Link | Segunda, 3 de Outubro de 2011 - 14:12.. A 15 de Março de 2007 foi fundada a Associação Nacional de Controlo de Infecção – ANCI que pretende ser uma associação de referência na abordagem das infecção relacionadas com os cuidados de saúde.. 996 visitas.. Link | Terça, 20 de Setembro de 2011 - 12:34.. A Associação de Inovação e Desenvolvimento da Saúde Pública (INODES) tem na promoção da inovação e desenvolvimento da investigação na área da saúde pública e domínios afins, o seu principal objectivo.. 1058 visitas.. INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e dos Produtos de Saúde, IP.. Link | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 13:00.. O INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.. P.. , abreviadamente designado por INFARMED, I.. , é um instituto público integrado na.. indirecta do Estado, dotado de autonomia administrativa, financeira e património próprio.. O INFARMED, I.. 1421 visitas.. Observatório Nacional da Obesidade e do Controlo do Peso (ONOCOP).. Link | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 12:58.. O Observatório Nacional da Obesidade e do Controlo do Peso (ONOCOP), constituído em Novembro de 2008, é uma instituição científica independente, sem fins lucrativos.. 1334 visitas.. Base de Dados dos Elementos Analíticos (BDEA).. Link | Segunda, 17 de Janeiro  ...   parceria institucional entre a ACSS e a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, através da Unidade Operacional de Financiamento e Contratualização e do Serviço de Bioestatística e Informática Médica.. 850 visitas.. Portal da Saúde.. Link | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 12:51.. Este portal permite o acesso directo a.. actualizada sobre temas de saúde, serviços online (farmácias, medicamentos, entre outros), notícias e informação institucional do sector da saúde.. 529 visitas.. Observatório Nacional de Saúde.. Link | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 12:50.. O Observatório Nacional de Saúde (ONSA) é um centro de investigação aplicada do Instituto Nacional de Saúde Dr.. Ricardo Jorge (INSARJ), que concretiza a função de observatório nacional de saúde, avaliando e monitorizando o estado de saúde da população.. 1629 visitas.. Entidade Reguladora da Saúde.. Link | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 12:31.. A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) é uma entidade de.. e supervisão do sector da prestação de cuidados de saúde, independente no exercício das suas funções, e cujas atribuições se desenvolvem em áreas fundamentais relativas ao.. , à observância dos níveis de qualidade e à garantia de segurança, zelando pelo respeito das regras da concorrência entre todos os operadores, no quadro da prossecução da defesa dos direitos dos utentes.. 1377 visitas..

    Original link path: /links
    Open archive

  • Title: Contacto | OPSS
    Descriptive info: Pode enviar uma mensagem utilizando o formulário de contacto abaixo.. O seu nome:.. O seu endereço de email:.. Assunto:.. Categoria:.. Comentários ao site.. Pedido de informação.. Suporte técnico.. Mensagem:..

    Original link path: /contact
    Open archive

  • Title: Cidadão | OPSS
    Descriptive info: O cidadão situa-se no centro do modelo de prestação de cuidados de saúde.. Esta dinâmica que pode ser sintetizada no conceito de empoderamento (empowerment), tem como questão central o exercício positivo desse poder na construção de uma cidadania participativa, não se resumindo somente à obtenção de poder, de direitos e sua defesa.. Sistema de Avaliação da Qualidade Apercebida e da Satisfação dos Utentes dos Hospitais do SNS – 2009.. Notícia | Segunda, 17 de Janeiro de 2011 - 12:06.. A ACSS, em parceria com o Instituto Superior de Estatística e.. Gestão.. de.. Informação.. da Universidade Nova de Lisboa (ISEGI- UNL),  ...   2009.. 1355 visitas.. Atitudes e Representações Sociais em Saúde.. Artigo | Quarta, 17 de Fevereiro de 2010 - 15:05.. O estudo reporta-se à satisfação dos consumidores com os serviços de saúde, considerando-se que a teoria das representações sociais contribui para a compreensão dos processos cognitivos e afectivos subjacentes à formação das avaliações.. Demonstra-se que, quanto maior a dificuldade de validação objectiva, através designadamente da experiência física directa, maior a probabilidade de recurso à validação intersubjectiva.. O estudo procura examinar o desnível entre práticas e representações, no contexto da satisfação do consumidor com os serviços de saúde em Portugal.. 734 visitas..

    Original link path: /taxonomy/term/1
    Open archive

  • Title: Acesso e utilização dos cuidados de saúde | OPSS
    Descriptive info: Portugal só a partir de 2 de Abril de 1976, garante aos seus cidadãos que "todos têm o direito à protecção da saúde e o dever de a defender e de a promover" e, a seguir, que "o direito à protecção da saúde é realizado pela criação de um serviço nacional de saúde universal, geral e gratuito".. Passa então a incumbir ao Estado a garantia de acesso de todos os cidadãos aos cuidados de saúde, independentemente da sua condição económica, assegurando uma cobertura do país em recursos humanos e em unidades de saúde.. Estado da arte.. Artigo | Sexta, 19 de Fevereiro de 2010 - 17:32.. Podemos caracterizar a questão da.. olhando primeiramente para a fase de expansão do.. português na qual a questão da "cobertura" do país em serviços de saúde, tinha particular premência.. Havia que dotar o país de infraestruturas (centros de saúde, hospitais) assim como de médicos e enfermeiros e outros profissionais, em número suficiente e distribuídos por todo o território nacional.. Apesar de hoje ainda persistirem importantes desigualdades, a situação modificou-se consideravelmente.. 656 visitas.. O valor dos cuidados primários: perspectiva dos utilizadores das USF - 2009.. Notícia | Quarta, 14 de Abril de 2010 - 16:06.. Por: Pedro Lopes Ferreira, Patrícia Antunes, Sílvia Portugal.. O estudo descrito neste livro surge como consequência de um convite do Grupo de Missão, no final de 2008, para se iniciar uma monitorização da satisfação dos utilizadores com os cuidados prestados nas 146 USF constituídas até Novembro de 2008.. Os respondentes foram utilizadores efectivos dos cuidados prestados nas USF em estudo.. 1178 visitas.. O impacto das políticas de saúde na satisfação dos utentes e no acesso aos  ...   quando o tempo de espera para intervenções atinge valores muito elevados, como é o caso de Portugal, é justificável recorrer a "programas específicos" para a redução das listas de espera até valores mais aceitáveis.. No entanto, estes programas específicos têm riscos importantes:.. 575 visitas.. Notícia | Quarta, 3 de Dezembro de 2003 - 15:39.. Por: Cipriano Justo.. Doutorado em Saúde Comunitária pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e professor catedrático convidado do mesmo, Cipriano Justo recebeu os prémios Ricardo Jorge (1988) a Arnaldo Sampaio (1994).. Foi Subdirector-Geral da Saúde no gabinete da Dr.. ª Maria de Belém Roseira e representou o Ministério da Saúde na Comissão Inter-ministerial para Timor Leste.. 585 visitas.. PECLEC - o ponto da situação.. Artigo | Quarta, 3 de Dezembro de 2003 - 12:00.. Podem-se considerar as listas de espera cirúrgicas como uma das doenças do.. , a par da espera para consultas externas e meios complementares de diagnóstico e terapêutica.. Actualmente já estão bem estudados os determinantes para a constituição de listas de espera- envelhecimento da população, variabilidade do desempenho clínico, rupturas entre a oferta e a procura,.. pouco rigorosa dos horários dos prestadores, disfunções organizacionais entre os serviços, deficiente articulação entre os hospitais e os centros de saúde.. 546 visitas.. Acesso aos cuidados de saúde: o caso das listas de espera em cirurgia.. Artigo | Quinta, 12 de Junho de 2003 - 12:00.. As listas de espera para cirurgia constituem um dos principais obstáculos ao bom funcionamento dos actuais sistemas de saúde.. Vários países têm vindo a ensaiar medidas no sentido de lhes dar respostas assentes em bases clinicamente mais sustentáveis e geradoras de menos desperdícios financeiros.. 590 visitas..

    Original link path: /taxonomy/term/16
    Open archive

  • Title: Cidadania e saúde | OPSS
    Descriptive info: O exercício da cidadania está entrosado com a saúde dos cidadãos.. Dificilmente podem ser desenvolvidas as prerrogativas de uma cidadania positiva, implicada e activa se o cidadão não estiver "equipado" da melhor saúde.. Uma sociedade moderna está centrada nos cidadãos se efectivamente coloca a sua saúde – e tudo aquilo que a articula e determina – na sua agenda de governação.. Artigo | Sexta, 19 de Fevereiro de 2010 - 17:16.. Neste contexto foram identificadas áreas críticas relativamente às quais era urgente articular uma nova relação entre o.. e o.. , considerado como o elemento central do seu desenvolvimento,  ...   as questões relativas à.. , participação e satisfação.. 568 visitas.. A Nova Saúde Pública da Era do Conhecimento: Homenagem a Constantino Sakellarides.. Notícia | Quarta, 8 de Junho de 2011 - 14:53.. A Escola Nacional de Saúde Pública, da Universidade Nova de Lisboa, e a Direção-Geral da Saúde organizaram, no dia 3 de Junho de 2011, na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa, um Seminário Internacional dedicado ao tema "Public Health: Information, Knowledge and Action", a qual reuniu conferencistas internacionais de reconhecido mérito, designadamente Dr.. Josep Figueras (Director of the European Observatory on Health Systems and Policies, WHO-Europe), Dra.. 966 visitas..

    Original link path: /taxonomy/term/12
    Open archive



  •  


    Archived pages: 744